quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

DEAMBULAÇÕES 182

.
NATAL EM SERRALVES - 1
.
FOTO: GASPAR DE JESUS

13 comentários:

maria teresa disse...

A tradição do nosso foclore.
Abracinho meu

Eduardo P.L disse...

Matisse gostaria de ter visto essa cena, nesta foto!!!!

Abçs

Victor Gil disse...

Amigo Gaspar.
Excelente momento. Excelente plano de movimentos.
Um abraço
Victor Gil

Marilu disse...

Querido amigo, o folclore é a identidade de um povo. Lindo. Beijocas

Marcio JR disse...

As tradições deveriam ser preservadas sempre. São elas a história viva de um povo.

Belíssima imagem. Abraços, Gaspar.

Marcio

Jacque disse...

Eu estou oferecendo meu cartãozinho de Natal, no meu Blog AGUA DE ROSAS, apareça...
http://aguaderosas-jacque.blogspot.com/

pessi disse...

Gaspar, o que são aquelas fotos da praia da aguda hein!?
Cada vez que passo aqui fico com os olhos cheios de beleza.

Bom final de semana
Obrigada pelo carinho, sempre!

Deise

Georgia disse...

Gaspar, mesmo com tanta neve pelo caminho, fiz um cartao de natal para os amigos. Venha pegar o seu na Saia Justa.

Bjao

Luís Coelho disse...

Boa noite Gaspar
Agradeço a presença no meu canto.
Penso que o fotografo consegue captar momentos únicos e que encantam pela beleza natural.
Um poeta depende dos momentos de inspiração e ou alguma sensibilidade nas situações que pretende defenir num poema ou numa mensagem.
A máquina humana nem sempre dispara o clik no momento certo.
Espero voltar aqui mais vezes.
Deixo um abraço e votos de um Santo Natal e que o próximo ano seja bom para todos.

Camila Lima disse...

Adorei! Linda foto!

Gaspar de Jesus disse...

MARIA TERESA
EDUARDO
VICTOR
MARILU
MARCIO
JACQUE
PESSI
GEORGIA
LUÍS
CAMILA
Muito obrigado pelos gentis comentários.
Retribuirei logo que possa.
G.J.

Valquíria Oliveira Calado disse...

Olá, vim deixar um carinho de amiga, com abraços de paz, beijos no teu coração.♥

Olavo Bilac

Natal


Jesus nasceu. Na abóbada infinita
Soam cânticos vivos de alegria;
E toda a vida universal palpita
Dentro daquela pobre estrebaria...

Não houve sedas, nem cetins, nem rendas
No berço humilde em que nasceu Jesus...
Mas os pobres trouxeram oferendas
Para quem tinha de morrer na cruz.

Sobre a palha, risonho, e iluminado
Pelo luar dos olhos de Maria,
Vede o Menino-Deus, que está cercado
Dos animais da pobre estrebaria.

Não nasceu entre pompas reluzentes;
Na humildade e na paz deste lugar,
Assim que abriu os olhos inocentes
Foi para os pobres seu primeiro olhar.

No entanto, os reis da terra, pecadores,
Seguindo a estrela que ao presepe os guia,
Vem cobrir de perfumes e de flores
O chão daquela pobre estrebaria.

Sobem hinos de amor ao céu profundo;
Homens, Jesus nasceu! Natal! Natal!
Sobre esta palha está quem salva o mundo,
Quem ama os fracos, quem perdoa o mal,

Natal! Natal! Em toda a natureza
Há sorrisos e cantos, neste dia...
Salve Deus da humildade e da pobreza
Nascido numa pobre estrebaria.

FELIZ NATAL!

Gaspar de Jesus disse...

Oi JACQUE
Obrigado pela gentil visita.
FELIZ NATAL
G.J.

5ª TERTÚLIA A 02 DE JULHO

5ª TERTÚLIA A 02 DE JULHO
COM A ARTE NO OLHAR