quinta-feira, 25 de outubro de 2012


RECANTOS DO DOURO 5 (FIM)

PARA FINALIZAR ESTA SÉRIE, 
PROPONHO UM BRINDE COM ESTE SABOROSO NECTAR 


Séc. XX

Após a I Guerra Mundial, o efeito sentido no Sector do Vinho do Porto foi bastante negativo. À geração seguinte competia relançar os negócios. João Guilherme Burmester, o seu genro Hans Steinmetz e seu sobrinho Karl Gilbert, recuperaram a empresa, assistindo e participando na criação de novas estruturas, passando a regular a produção, comercialização e exportação do Sector do Vinho do Porto.
A partir de 1952, a geração Burmester Gilbert - Helmut e Arnold - assumem o negócio, fundando mais uma empresa de Vinho do Porto em 1962 - Gilberts e Cº.

De geração em geração, os Burmester e Gilbert destacaram-se pelo rigor e saber que devotaram ao Vinho do Porto, elevando o nome Burmester ao mais alto nível de qualidade e reconhecimento internacional.

Fonte: Internet







3 comentários:

tossan® disse...

Apesar de eu não suportar o açúcar, vinho do porto numa dose pequena me
apetece como digestivo, após umas taças de tinto seco e uma bela refeição.
Grandes perspectivas fotográfica vejo por aqui e me deixa feliz com a visita principalmente pela segunda foto. Obrigado por compartilhar. Abraço amigo Gaspar

lis disse...

tim-tim Gaspar
brindo à sua saúde e excelência!
_ Ao grande fotógrafo!

abraço

maria teresa disse...

Tchim! Tchim! Brindemos ao Mestre Gaspar de Jesus pela beleza que traz até nós, através das suas maravilhosas fotografias, verdadeiras obras de arte.
Abracinho meu!

5ª TERTÚLIA A 02 DE JULHO

5ª TERTÚLIA A 02 DE JULHO
COM A ARTE NO OLHAR