domingo, 30 de novembro de 2014

SENHORA DOS NAVEGANTES



LOMBA - CASTELO DE PAIVA




sábado, 29 de novembro de 2014

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

POEMA DE OUTONO



Quero apenas cinco coisas..
Primeiro é o amor sem fim
A segunda é ver o outono
A terceira é o grave inverno
Em quarto lugar o verão
A quinta coisa são teus olhos
Não quero dormir sem teus olhos.
Não quero ser… sem que me olhes.
Abro mão da primavera para que continues me olhando.


Pablo Neruda

terça-feira, 25 de novembro de 2014

OUTONAL



É outono,
porém faz inverno,
Soa frio,
pinta um vazio,
E as folhas secas,
compõe um som
Eterno...
"externas são as tardes Outonais"...


MIGUELJACO




segunda-feira, 24 de novembro de 2014

ESTA A HORA DE TODAS AS MAIS DOCE.



"Quem me dera também, amor, que fosse
Esta a hora de todas a mais doce
Em que eu unisse as minhas mãos às tuas...!"

O Livro D' ele - Florbela Espanca



FUNDAÇÃO DE SERRALVES - 4



PROCESSO SAAL

AVÔ, A NOSSA CASA FICA AQUI.



FUNDAÇÃO DE SERRALVES - 3



O PROCESSO SAAL



domingo, 23 de novembro de 2014

sábado, 22 de novembro de 2014

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

O CANAPÉ AZUL




QUANDO TE DERES CONTA...



"Quando te deres conta de que para produzir necessitas obter a autorização de quem nada produz,
quando te deres conta de que o dinheiro flui para o bolso daqueles que traficam não com bens, mas com favores, quando te deres conta de que muitos na tua sociedade enriquecem graças ao suborno e influências, e não ao seu trabalho, e que as leis do teu país não te protegem a ti, mas protegem-nos a eles contra ti, quando enfim descubras ainda que a corrupção é recompensada e a honradez se converte num auto-sacrificio, poderás afirmar, taxativamente, sem temor a equivocar-te, que a tua sociedade está condenada. “

AYN RAND (1950)

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

HOJE NO LITORAL DA AGUDA




ELES COMEM TUDO!!!




Senhores à força. Mandadores sem lei. Enchem as tulhas. Bebem vinho novo. Dançam a ronda. No pinhal do rei.
Zeca Afonso



terça-feira, 18 de novembro de 2014

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

domingo, 16 de novembro de 2014

sábado, 15 de novembro de 2014

SAUDADES DO VERÃO - 1




DESAPARECIDO PARA SEMPRE NO MAR DO NORTE



O dia 15 de Novembro já foi feriado há 90 anos. 
A razão foi o desaparecimento de Sacadura Cabral algures no Mar do Norte.


Depois de fazer mais de oito mil quilómetros de Lisboa ao Rio de Janeiro, o aviador pioneiro não conseguiu completar o voo entre a cidade holandesa de Amesterdão e a capital portuguesa. Ainda hoje não se sabe o que aconteceu ao companheiro de Gago Coutinho e tio-avô de Paulo Portas.



sexta-feira, 14 de novembro de 2014

A CO-PILOTO




FAZ HOJE 48 ANOS...




ERA NOVO E TINHA SONHOS...

14 de Novembro de 1966.
Após vinte e sete meses no Norte de Angola, chegava finalmente à Pátria. Nem sequer imaginava que Pátria era apenas o nome do paquete que me trouxe de regresso, o resto era uma falácia.



quinta-feira, 13 de novembro de 2014

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

SOBRAL CENTENO EXPÕE NA DOURO MARINA



Projecto DOMA na "GALERIA" DOURO MARINA


Pormenor da Exposição Cruzados na Marina de Sobral Centeno

  
Cara Catarina Machado. Visitar eu visito (não tenho dinheiro para comprar) mas visitei todas as exposições do projecto DOMA. Desculpará por certo este meu desabafo (a culpa não será só sua), não me lembro de ter encontrado em lado algum tanto desprezo pela Arte e pelos Artistas como na Douro Marina. Portas encerradas ou quase, ausência de qualquer funcionário que zele pelos trabalhos expostos, nenhuma informação; nem sequer uma simples folha poli-copiada. Uma tristeza! Ainda por cima na Douro Marina que frequento quase diariamente e, ao que me é dado ver, não falta lá nada. Muito menos dinheiro. M/cumprimentos.



CAVACO SILVA ENSANDECEU ???


Questionado sobre o sofrimento gratuito que tem estado a ser infligido aos portugueses, principalmente os mais pobres e desamparados, a sua resposta foi a de aconselhar a que se olhem as dificuldades com um sorriso!



Um sorriso, senhor presidente? O senhor ensandeceu? Foi a mais SÁDICA das declarações que alguém, alguma vez fez, sobre a situação. Nem o seu amigo César das Neves foi, alguma vez, tão longe.
Um desempregado ao frio e à chuva de madrugada nas filas para a segurança social, vai sorrir?
Uma criança que vai para a escola sem comida em casa, vai sorrir?
Um sem-abrigo ao adormecer nos muros frios da gare do oriente, vai sorrir?
Um velho que mendiga para sobreviver, vai sorrir?
Um doente que na farmácia tem de escolher qual a parte da receita que o seu dinheiro permite aviar, vai sorrir?
Sorrir, senhor presidente? O senhor é SÁDICO! Pior, perdeu toda a noção da realidade e do RIDÍCULO!
******
A terminar, senhor presidente, repito: o senhor é HIPÓCRITA, MESQUINHO e SÁDICO!
Como cidadão digo-lhe, senhor presidente: tenho vergonha de viver num País que o tem no mais alto cargo da nação.



Carlos Paz | Professor de Economia





 

5ª TERTÚLIA A 02 DE JULHO

5ª TERTÚLIA A 02 DE JULHO
COM A ARTE NO OLHAR